Foto: Divulgação/ RecordTV

Ícone da televisão nos anos 1980 e 1990, Gugu Liberato morre aos 60 anos

A morte de Gugu Liberato o coloca ao lado de dois outros grandes nomes da televisão Brasileira – Flávio Cavalcante e Chacrinha. Cavalcante morreu com 63 anos, em 1986, Abelardo Barbosa partiu aos 70 anos, em 1988. Assim como Liberato, todos faleceram estando em atividade.

Como Flávio Cavalcante e Chacrinha, Gugu lançou vários artistas, entreteve milhões de brasileiros e cravou o seu nome na história da televisão. Foi um comunicador da maior grandeza, comandando com maestria programas de auditório ao vivo. Aliou em seus principais trabalhos o entretenimento e a informação.

Foto: Moacyr dos Santos/ SBT
Foto: Moacyr dos Santos/ SBT

Começou a carreira de apresentador em 1982 com o Viva a noite. Chegou a assinar contrato com a TV Globo em 1987, tendo seu acordo revertido após intervenção de Silvio Santos junto a Roberto Marinho. Passou a apresentar diversos programas como o TV Animal, Passa ou Repassa, Cidade contra Cidade e Sabadão Sertanejo.

Em 1993 estreou o Domingo Legal, programa ícone dos anos 1990 que rivalizou durante toda a década com o Domingão do Faustão, apresentado por Fausto Silva na TV Globo. Quadros como Banheira do Gugu e Taxi do Gugu marcaram história. Em 2003 o programa sofreu grave perda de credibilidade com a exibição de uma falsa entrevista com supostos integrantes do PCC.

Gugu perdeu espaço nos anos seguintes e acabou se transferindo para a Record TV, em 2009, a peso de ouro. Na nova emissora fez diversos programas e acabou se redescobrindo como apresentador de show de realidade como o Canta Comigo, atualmente no ar. Os dois últimos episódios da atual temporada do programa estão gravados pelo apresentador, mas sua transmissão ainda não é garantida pela emissora. A próxima temporada de “Power Couple Brasil” estava confirmada antes da morte do apresentador, mas seu futuro agora é incerto.

Entre 1984 e 2001 Gugu participou de diversos filmes dos Trapalhões e da Xuxa, destaque para Uma Escola Atrapalhada com Os Trapalhões, Angélica, o Grupo Polegar, Selton Mello, Supla entre outros.

No começo de novembro de 2019 as redes sociais se movimentaram com uma notícia falsa da morte de Gugu, desmentida pelo apresentador que estava em Singapura. Cerca de duas semanas depois, dia 20 de novembro, Gugu sofreu um grave acidente doméstico e foi levado em estado crítico ao hospital Orlando Health Medical Center, em Orlando, Flórida, Estados Unidos. No dia seguinte, 21, a imprensa brasileira já especulava sobre a possível morte do apresentador, que acabou sendo confirmada pela família apenas na noite desta sexta-feira, 22.

Gugu deixa a mãe, de 90 anos, a esposa e três filhos. Como Liberato havia se manifestado pela doação de órgãos, a família acabou atendendo seu desejo e permitindo a doação que pode ajudar entre 10 e 50 pessoas.

Foto: Divulgação/ RecordTV
Foto: Divulgação/ RecordTV
Leia a nota de Falecimento
Foto: Moacyr dos Santos/ SBT
Foto: Moacyr dos Santos/ SBT

Este é um momento que jamais imaginamos viver. Com profunda tristeza, familiares comunicam o falecimento do pai, irmão, filho, amigo, empresário, jornalista e apresentador Antônio Augusto Moraes Liberato (Gugu Liberato), aos 60 anos, em Orlando, Flórida, Estados Unidos.

Nosso Gugu sempre viveu de maneira simples e alegre, cercado por seus familiares e extremamente dedicado aos filhos. E assim foi até o final da vida, ocorrida após um acidente caseiro.

Ele sofreu uma queda acidental de uma altura de cerca de quatro metros quando fazia um reparo no ar-condicionado instalado no sótão. Foi prontamente socorrido pela equipe de resgate e admitido no Orlando Health Medical Center, onde permaneceu na Unidade de Terapia Intensiva, acompanhado pela equipe médica local.

Na admissão deu entrada em escala de Glasgow de 3* e os exames iniciais constataram sangramento intracraniano. Em virtude da gravidade neurológica, não foi indicado qualquer procedimento cirúrgico. Durante o período de observação foi constatada a ausência de atividade cerebral. A morte encefálica foi confirmada pelo Prof. Dr. Guilherme Lepski, neurocirurgião brasileiro chamado pela família, que após ver as imagens dos exames em detalhes, confirmou a irreversibilidade do quadro clínico diante de sua mãe Maria do Céu, dos irmãos Amandio Augusto e Aparecida Liberato, e da mãe de seus filhos, Rose Miriam Di Matteo.

Ainda não temos detalhes sobre o traslado para o Brasil. Informações sobre velório e sepultamento serão passadas assim que tudo estiver definido.

Ele deixa três filhos, João Augusto, de 18 anos, e as gêmeas Marina e Sophia, de 15 anos.

Atendendo a uma vontade dele, a família autorizou a doação de todos os órgãos.

Gugu sempre refletiu sobre os verdadeiros valores da vida e o quão frágil ela se revela. Sua partida nos deixa sem chão, mas reforça nossa certeza de que ele viveu plenamente. Fica a saudade, ficam as lembranças —que são muitas—​ e a certeza que Deus recebe agora um filho querido, e o céu ganha uma estrela que emana luz e paz. 

Familiares e funcionários 
São Paulo, 22 de novembro de 2019

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: